Os diretores do Sindate, Newton Batista e Moisés de Miranda estiveram ontem à noite (20/06), em Sobradinho, juntamente com o Conselho de Saúde, para averiguarem o fechado de mais uma unidade de pronto atendimento (UPA), no Distrito Federal.

O motivo, desta vez, foi a falta de profissionais, no caso, três médicos residentes que pediram exoneração, ocasionando o fechamento da unidade, responsável pelo primeiro atendimento dos casos emergenciais na cidade.

O diretor Moisés de Miranda, fez questão de ressaltar a irresponsabilidade do atual governo. “Esse fechando prejudicará toda a região norte, uma vez que a população de Planaltina também é atendida na UPA de Sobradinho. Governador, respeite o povo” indagou.

Enquanto a UPA permanecer fechada, tanto os pacientes, quanto os profissionais serão realocados para o Hospital Regional de Sobradinho (HRS) sobrecarregando a unidade e modificando toda a rotina dos servidores, causando um caos para todos.

O diretor Newton Batista, lembrou que existem uma lista de servidores para serem nomeados e assim diminuir o problema de dimensionamento em todos os hospitais e unidade de saúde. “É mais fácil fechar as UPAs do que convocar novos profissionais. Não iremos mais aceitar desculpas, vamos partir para briga e trazer a UPA de volta para os moradores” prometeu.

Em protesto a este ato de desgoverno, o Sindate, com objetivo de chamar a atenção de toda a comunidade, convoca todos os servidores e população para manifestação na próxima terça-feira, às 9h, em frente a UPA de Sobradinho.

Ascom Sindate-DF