Diretores do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem (Sindate-DF) se reuniram nesta quinta-feira (30), com o Superintendente da Unidade de Apoio do Instituto de Gestão Estratégica do Distrito Federal (IGESDF), Wesley Silva de Meneses, para reforçar a cobrança do Instituto junto à empresa Domed, responsável pela gestão de 50 leitos de Covid-19 do Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), na regularização dos pagamentos dos técnicos que cooperados contratados para atuar na unidade hospitalar.   

Durante o encontro, os dirigentes do Sindate-DF Josy Jacob e Newton Batista destacaram que o sindicato recebeu diversas denúncias sobre irregularidades e falta de repasse do vencimento dos profissionais cooperados que faziam a escala no atendimento a pacientes com Covid-19 há dois meses no hospital, com relatos de dificuldades devido à falta de pagamento. Os diretores cobraram soluções quanto à fiscalização e gestão do contrato para que a inconsistência seja resolvida.

O Superintendente da Unidade de Apoio do Instituto de Gestão Estratégica do Distrito Federal (IGESDF), Wesley Silva de Meneses, em resposta à solicitação do sindicato, salientou que ainda nesta quinta-feira (30), foi realizada uma reunião com os gestores responsáveis pela fiscalização do contrato, com o objetivo de garantir a normalização. Menezes salientou que foi dado um prazo até a próxima segunda-feira (03/08), para que a situação seja resolvida e o pagamento dos profissionais regularizado.

Sobrecarga de trabalho

Outro problema discutido pelo sindicato foi a sobrecarga de trabalho dos profissionais contratados diretamente pela Domed, em virtude da saída dos profissionais cooperados. Os diretores enfatizaram a necessidade do aumento de técnicos em enfermagem para suprir o déficit na assistência aos pacientes internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) gerido pela empresa.

O Sindicato irá notificar a empresa para que regularize os problemas apontados durante a reunião, para que as medidas sejam tomadas. A entidade continuará atuando e fiscalizando a demanda para que os profissionais tenham os direitos assegurados.