As condições de trabalho e de segurança dos profissionais de Enfermagem que atuam no combate a Covid-19 na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Sobradinho foram averiguadas na manhã desta quarta-feira (29/07), durante a Ação Conjunta Covid-19. 

O grupo composto por entidades como Sindate, SindEnfermeiro-DF, COREN, ABEn-DF, OAB-DF e Conselho de Saúde do DF, inspecionou, durante a visita, a disponibilidade de equipamentos de proteção individual (EPIs), o dimensionamento da equipe de Enfermagem e o fluxo de atendimentos implementado no local. 

Gerente da UPA apresentou ao grupo isolamento do atendimento de pacientes com Covid-19

Durante a fiscalização, a diretora do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do Distrito Federal (Sindate-DF) Josy Jacob, discutiu com técnicos da unidade a rotina de atendimento e a retaguarda dos serviços realizados na tenda montada na área externa para pacientes assintomáticos. Jacob detectou problemas quanto a temperatura no local, sem 

Os representantes supervisionaram o fluxo de triagem e a ala isolada na área interna para o atendimento de casos confirmados do novo coronavírus, composta por salas de paramentação e desparamentação, além das salas verdes, utilizadas como internação e observação Covid-19. 

Novos leitos de UTI

O grupo ainda vistoriou o andamento da montagem de 20 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na sala amarela da UPA, voltadas para pacientes com Covid-19. 

Na sala amarela, serão instalados 20 leitos de UTIs

De acordo com a coordenadora de enfermagem, Delimaura Pinto e a Gerente Geral, Tatiana Nunes, os leitos contarão com suporte completo, incluindo ventiladores pulmonares e equipamentos de hemodiálise, e serão administrados por uma empresa contratada pelo Instituto de Gestão Estratégica do Distrito Federal (IGES).

Após a inspeção, o comitê se reuniu com as gestoras da UPA para propor sugestões com relação a logística de material, reforçando a segurança dos trabalhadores e pacientes.