Programação reforçou a importância da valorização e representatividade dos profissionais de enfermagem.

Comemorada entre os dias 12 e 20 de maio, a Semana Brasileira de Enfermagem, celebrada em várias unidades hospitalares do Distrito Federal reuniu servidores, estudantes, gestores e sociedade. Com o tema “Os desafios da Enfermagem para a prática com equidade”, as celebrações reforçaram a importância da valorização dos profissionais de Enfermagem com debates, ciclo de palestras, rodas de conversa, workshops e até homenagens aos servidores.

O presidente do Sindate-DF, João Cardoso, compôs mesa na abertura da 7ª Semenf.

Durante a semana, a direção do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem (Sindate-DF) esteve presente nas celebrações e pautou a representatividade, valorização e protagonismo dos profissionais de Enfermagem na conquista de melhorias para categoria. As comemorações tiveram início na segunda-feira (13/05), com a abertura da 7ª Semana de Enfermagem (Semenf) do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), no auditório da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF). Com o tema “Semeando ações”, o evento propôs despertar a atenção de enfermeiros, técnicos e auxiliares de Enfermagem para uma reflexão de suas práticas e atuação no cuidado em saúde.

Diretor do Sindate-DF, Newton Batista, na abertura da SBEn do HRT.

Além da 7ª Semenf, o Sindate também compareceu na abertura da Semana de Enfermagem do Hospital Regional de Taguatinga (HRT); do Hospital Regional do Gama (HRG); do Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) e do Hospital Regional de Samambaia (HRSAM), que além dos debates acerca da importância dos profissionais de enfermagem como base da construção da saúde, foi realizado um desfile com o resgate histórico sobre a evolução dos trajes da Enfermagem. Os próprios enfermeiros do hospital desfilaram as roupas para os colegas, refletindo a importância do uso de roupas adequadas para o atendimento. A programação também contou com teatro, roda de conversa e palestras.

Newton Batista destacou a importância dos profissionais de Enfermagem como base da saúde.

A Semana de Enfermagem também foi celebrada na última quinta-feira (16), pela Diretoria de Enfermagem da Secretaria de Saúde, no auditório da pasta. Marcaram presença enfermeiros e técnicos de enfermagem dos hospitais, da Atenção Primária e da administração central. O diretor de Enfermagem da SES, Luiz Antônio Bueno ressaltou a importância da Enfermagem no sucesso da saúde pública. “Investindo nela, principalmente na Atenção Primária, fortalecendo a categoria, é que observo a solução para nossos pacientes na rede pública”, pontuou Bueno. De acordo com dados divulgados pela Secretaria de Saúde, ao todo, são 14.371 profissionais de enfermagem, sendo 10.863 técnicos de enfermagem e 3.508 enfermeiros.

O diretor do Sindate-DF, Newton Batista, destacou a importância da Semana como forma de reflexão e empoderamento. O diretor ressaltou o papel desempenhado pelos profissionais e enfatizou que “sem a valorização devida, não há saúde em lugar nenhum.” Newton destacou a importância do protagonismo político e a necessidade da enfermagem ocupar os espaços de poder. Como exemplo, citou a eleição do deputado Jorge Viana como uma conquista da categoria.

[quote]“Fazer saúde sem pensar no profissional de enfermagem não tem como. Temos que nos empoderar desse momento e da nossa posição que é fazer parte dessa engrenagem tão importante na construção da saúde. Esse grupo profissional que praticamente cuida da vida dos outros. E não podemos nos furtar dessa responsabilidade, embora os desafios sejam tantos”, ponderou Batista.[/quote]

A semana
Instituída através de Decreto nº 48.202, pelo então presidente Juscelino Kubitschek, em 1960, a Semana da Enfermagem é comemorada em todo o país no período de 12 (Dia do Enfermeiro) a 20 de maio (Dia do Auxiliar e Técnico de Enfermagem), datas nas quais ocorreram, respectivamente, em 1820 e 1880, o nascimento de Florence Nightingale e o falecimento de Ana Neri.

 

Por Leandro Montes com informações da Agência Saúde